Como avaliar se o plano de saúde familiar atende às minhas necessidades?

Seguro de acidentes pessoais, Seguro de Vida
plano de saude familiar

A saúde e a segurança de si mesmo e dos entes queridos devem estar entre as principais preocupações de cada indivíduo. Nesse sentido, o plano de saúde familiar se apresenta como uma boa opção para garantir o bem-estar daqueles com os quais você mais se importa. No entanto, você sabia que essa não é sua única opção?

O seguro-saúde e o seguro de vida são duas alternativas que podem suprir suas necessidades específicas de uma forma mais vantajosa e adequada ao seu perfil. Contudo, é fundamental avaliar algumas características importantes para fazer a melhor escolha.

Por isso, vamos mostrar quais são os pontos que você precisa analisar com mais cuidado antes de contratar um plano de saúde familiar. Ao final, você conseguirá distinguir qual é o tipo de serviço que vai atender melhor a você e à sua família. Confira!

Como escolher um bom plano de saúde familiar

Verifique a cobertura oferecida

A cobertura do plano de saúde indica quais são as especialidades médicas e os procedimentos que estão incluídos no contrato. Esse ponto é muito importante, principalmente, quando existe um histórico de doença na família. A composição familiar também interfere nessa avaliação. Se você tem crianças ou pessoas mais velhas, é fundamental que o plano tenha assistência compatível com essas idades mais delicadas. Além disso, tenha muito cuidado com as coparticipações, procedimentos e exames especiais, pois eles costumam ser mais caros.

Avalie a rede de credenciados

O plano de saúde familiar conta com uma rede de credenciados, que podem ser profissionais específicos ou centros de atendimento hospitalar. Em ambos os casos, o contratante fica limitado a essa rede. Sendo assim, é muito importante verificar se os locais são de fácil acesso e se os profissionais são bem-vistos no meio médico. No caso do seguro-saúde, não existe essa preocupação, visto que o formato de contrato se baseia no ressarcimento das despesas ao segurado. Ou seja, você escolhe onde quer ser atendido, paga por tudo o que for feito e, depois, a seguradora devolve parte do valor.

Confira os prazos de carência

O prazo de carência é o período em que o plano ou o seguro estão sendo pagos, mas ainda não podem ser utilizados. Cada empresa age de uma forma diferente, mas, em geral, as urgências e emergências não passam por carência. O principal ponto de atenção nesse quesito são as situações mais atípicas, tais como parto e tratamento de doenças mais graves, como o câncer. Nesses casos, a carência pode inviabilizar o uso dos serviços quando mais se precisa deles.

No caso do seguro, existe uma prática de cobertura parcial temporária que pode vigorar por até 24 meses, na qual são incluídos os atendimentos às condições preexistentes. O segurado paga um valor a mais, mas conta com a tranquilidade de ser ressarcido de parte dele em caso de necessidade.

Analise detalhes no processo de atendimento

Por fim, é essencial ter cuidado em relação aos procedimentos de atendimento. Uma reclamação bastante frequente de quem tem plano de saúde é a demora para ser atendido nos hospitais e centros médicos. Já quem conta com um seguro pode escolher o local que estiver mais vazio, além não enfrentar etapas burocráticas.

Como você pôde ver, a escolha de um plano de saúde familiar envolve uma série de detalhes que fazem muita diferença na hora de usufruir dos seus benefícios. Portanto, antes de contratar, veja se ele é mesmo a opção que vai atender, da melhor forma, às necessidades da sua família. Avalie suas possibilidades e garanta mais conforto, comodidade e segurança para quem você ama.

Gostou deste artigo? Se você é do tipo de pessoa que quer realizar várias coisas junto à família, mas ainda não sabe como se preparar para isso, veja em nosso outro conteúdo como o seguro de vida pode garantir a realização dos sonhos da sua família.