Dicas para evitar acidentes no trânsito

Direção defensiva, Seguro Automóvel

Aprenda como evitar acidentes no trânsito com essas dicas bem interessantes.

Dicas-para-evitar-acidentes-no-trânsito

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde, 90% dos acidentes de trânsito são causados por falha humana – 6% são por questões relacionadas à estrada e 4% por falhas mecânicas. Com relação aos motoristas, são três os principais problemas: imprudência, quando alguma regra é conscientemente quebrada; negligência, quando não há cuidado no cumprimento das normas; e imperícia, ou seja, falta da habilidade necessária à condução do veículo.

Pensando em propagar bons hábitos no trânsito, para que os acidentes sejam sempre evitados, preparamos algumas dicas baseadas na chamada prática de direção defensiva.

1. Como dirigir com excesso ou escassez de luz:

– Em caso de via escura, o motorista pode se guiar pela faixa branca na lateral da pista;

– ?? preciso cuidado com o farol alto, que ofusca o motorista na via de sentido oposto. O indicado é baixar a luz quando outro veículo se aproximar na pista contrária;

-O farol alto também pode cegar temporariamente o carro da frente, quando a luz incide no retrovisor. Nesses casos, também é aconselhável diminuir o farol quando atrás de outro veículo no mesmo sentido.

2. Como dirigir em condições adversas de tempo

– Neblina: diminui a visibilidade. Recomenda-se ligar o farolete ou faróis baixos e só parar em locais com acostamento, sinalizando com o pisca;

– Chuva: a pista molhada diminui a aderência entre os pneus e o solo, o que pode gerar a aquaplanagem e perda de controle. Diminua a velocidade e freie com cuidado;

– Granizo: como em outros casos de baixa visibilidade, o ideal é manter distância do carro da frente e ir devagar;

– Vento: se o vento estiver transversal, a recomendação é abrir as janelas; se vier de frente, aconselha-se diminuir a velocidade. Atenção com objetos que podem ser arremessados contra os vidros.

3. Estradas com problema de conservação

– Adeque a velocidade às condições observadas

– Recomenda-se atenção a desvios, trechos em meia pista ou sem acostamento;

– Em vias sem sinalização, atenção redobrada;

– Definir o trajeto antecipadamente é uma forma de evitar conversões bruscas e velocidades abaixo das mínimas ao se procurar um endereço;

– Em descidas, a indicação é usar o freio rápido e suavemente, e manter-se com a marcha engatada (em vez de fazer “banguela”).

4. Cuidados com o veículo

– Fazer a manutenção periódica do veículo é uma das medidas preventivas – pneus (calibragem e desgaste), limpador de para-brisas, quantidade de combustível, nível do óleo, condições das pastilhas de freio e funcionamento do motor são alguns dos itens que devem ser periodicamente checados.

5. Condições do motorista

– Fatores físicos como cansaço, visão ou audição comprometidas diminuem a atenção e aumentam os riscos de acidente;

– Comer demais ou deixar de se alimentar são atitudes que geram reflexos físicos não aconselháveis a um condutor;

– Fatores emocionais e psicológicos – nervosismo, tensão, inexperiência, excitação ou tristeza – também fazem o motorista perder o foco;

– Dirigir com sono, embriagado ou sobre efeito de substâncias tóxicas (remédios ou drogas) também não é aconselhável.

6. Como evitar colisões

– Manter distância do carro da frente, para dar espaço a reações bruscas, em caso de atitudes inadvertidas do outro motorista;

– Sinalizar corretamente as conversões;

– Em cruzamentos não sinalizados, o veículo na via da direita tem preferência; se houver placa de “dê a preferência”, vale a placa;

– Quando em marcha ré, retroceder devagar e sempre observando os dois espelhos;

– Direção e celular não combinam: além de ser contra a lei atender ligações ao volante, o telefone desvia a atenção do condutor;

– Da percepção do problema à reação por parte do motorista passam-se, pelo menos, dois segundos. Para medir esse intervalo, marque um ponto X e conte “três mil e um, três mil e dois” entre o instante em que o carro da frente passa pelo ponto e o em que o próprio carro passa por ali; se o veículo de trás cruzar o ponto antes dos dois segundos, é porque a distância está pequena.

Fonte: manual de direção defensiva Detran-SP

Conheça nosso seguro automóvel e faça sua cotação

Faça sua cotação do Seguro de Vida.